Sunday, December 12, 2010

QUE VENHA 2011 !!!


___________________________________________________________________________________

Na manhã de hoje um policial foi morto. O filho de um amigo não foi à escola hoje por medo. Ele é morador do Rio de Janeiro, num lugar cercado de várias favelas - uma delas é conhecida internacionalmente (Cidade de Deus), e todos sabem a fama que o Estado tem: exportador de bandido, presídio à céu aberto, estado perdido... e milhões de apelidos que escutamos todos os dias para a "Cidade Maravilhosa". A morte de um policial nessa região significa um "toque de recolher". Nunca sabem quando e onde um tiro-teio pode começar e sua vida acabar. Ele recebeu tal recado no momento em que estava me preparando para ir para o colégio, e agora não vai poder ir por medo de morrer.

Na noite de ontem, mais dois homossexuais foram violentamente atacados em São Paulo enquanto faziam suas compras de Natal. Seus celulares foram jogados ao chão, pisoteados e destruidos. Foram espancados e ainda estão internados. Esta manhã, um homem foi preso em Guarulhos, na Grande São Paulo, acusado de ter feito sexo com sua filha de 3 anos e de tê-la espancado - detalhe: segundo seu depoimento à polícia, ele a espancou porque durante o ato, ela chorava e gritava de dor: "bati pra ela calar a boca", disse ele.

O que fazer ou dizer diante desses fatos? Culpar o sistema? Culpar o Governo? Dizer que o Estado e a Polícia não conseguem controlar tais crimes? Não, não conseguem mesmo, mas não por incapacidade ou por falta de preparo, e sim porque são uma minoria e a violência cresce mais a cada dia. É como querer culpar o Governo pela sujeira na cidade e continuar jogando lixo nas ruas. Não vou também isentá-los de uma parcela dessa culpa, mas vou chamar a atenção para os maiores culpados de todo esse caos.

Hoje é o dia que temos que acordar para toda essa situação, deixarmos de ser omissos e falar como um dos culpados de toda essa realidade. Sim, somos apenas um dos muitos culpados.

Eu não sou uma vítima que só sabe reclamar. A maior culpa de um poli-cial morrer e da marginalidade cres-cer é nossa. Tivemos eleições, candidatos inexperiênte e despreparados vão assumir o poder em janeiro, alguns corruptos vão continuar no poder e outros estão voltando, como se nada tivesse acontecido, como se nada de errado tivessem feito. Mas fomos nós que os colocamos lá. Nós os escolhemos, bem ou mal, para nos representar, para defender nossos direitos, para trabalhar pra nós. Um político não é nada mais que um Servidor Público. Ele é NOSSO empregado! NÓS SOMOS OS PA-TRÕES! Quem decide qual político entra ou sai do governo somos nós. Não existe voto rico ou pobre. Com o título na mão todos somos iguais. A ignorância política é que difere dos eleitores.

A violência só aumenta, pooque nossos jovens não têm educação e condições necessárias de crescerem como seres humanos íntegros. E de quem é a culpa pela educação não ter investimento necessário? Dos políticos corruptos ou de quem coloca os corruptos no poder? O pensamento fica. Antes de pensar que foi apenas um policial que morreu, pense na família que agora está sem um pai, na mãe que perdeu seu filho, e que, se continuar assim, o próximo pode ser até você.

Dezembro chegou e o final de 2010 está cada dia mais próximo. Não gaste seu tempo e seu dinheiro suado apenas com compras e presentes. Pare e pense em como proporcionar um país melhor para seus filhos, seus pais e pra você. Ajude a escrever uma história melhor para o seu país.

Essa é a minha mensagem de final de ano. Esqueçamos um pouco as comidas e as bebidas e façamos com que neste Natal tenhamos o nascimento de uma nova era, e que nos próximos Natais todos (e não apenas alguns) possam ter comidas e bebidas e um Natal mais digno.

Obrigado. Muito obrigado a todos os meus seguidores e leitores assíduos. Qualquer que seja sua crença e seu poder aquisitivo, lembre-se que Natal é nascimento e renovação. Abrace o seu próximo e agradeça por tudo que ele fez por voce durante o ano. Esse será o seu melhor presente.

QUE VENHA 2011!!!! Yuhuuuuuuuuu... Amos voces :))