Friday, October 9, 2015

O PREFEITO ATRAVESSADOR

Ontem o Haddad criou o "Uberbras": à guisa de regulamentar um serviço do qual ninguém reclamava à exceção dos concorrentes, ele criou um serviço estatal de "táxi preto" cujo alvará custa R$ 60.000,00 (com as 5 mil licenças iniciais a prefeitura vai arrecadar trezentos milhões de reais vendendo pedaços de papel A4 carimbados, mas é claro que ele nem estava pensando nisso quando teve a ideia) e custa 25% mais caro do que o táxi comum.

Assim ele conseguiu, de uma vez só, sacanear os "trabalhadores" que tinha jurado proteger (os taxistas, que ontem, percebendo que compraram gato por lebre, já fizeram novo piquete em frente à prefeitura), os consumidores (que agora vão ter que pagar 25% mais caro por um serviço por conta do estado atravessando a relação - como sempre), e a iniciativa privada.

Esse é o prefeito que finge estar no século XXI, das ciclovias, do grafite e do transporte público, mas mantém os pés bem firmes no século XVIII, das corporações de ofício e do estado absoluto.

Qual é mesmo o partido político ao qual ele pertence?